contato@protectapragas.com.br


Principais Pragas Urbanas

Traça da farinha e cacau (Ephestia spp.)

• Descrição: São três espécies de “traças” do gênero Ephestia, a E. elutella que é a espécies mais comum na maioria dos cereais e produtos processados, a E kuehniella conhecida como "traça da farinha" e a E. cautella que é chamada de "traça do cacau". Embora uma ou outra espécie tenha preferência por determinados substratos, atualmente essas espécies são muito difundidas. Suas características corporais são muito parecidas, apresentando coloração acinzentada com estrias transversais e de tonalidades diferentes. Tamanho em torno de 15 mm de comprimento para o adulto e a larva pode medir 12 mm, normalmente de coloração esbranquiçada.

• Biologia: A fêmea dessas espécies ovipositam em torno de 300 ovos, sendo que E.  individualmente ou em grupos, sobre substratos adequados ao desenvolvimento das larvas. As larvas se desenvolvem dentro de frestas ou diretamente no substrato alimentar, tecendo grande quantidade de teias ao se movimentarem, formando massas compactas. O ciclo de vida gira entre 28 a 90 dias, sendo a E. kuehniela de ciclo mais longo, pois prefere climas mais frios e temperados, apresentando menor incidência no país, preferindo atacar moinhos de farinha e trigo. Os adultos vivem aproximadamente duas semanas.

• Características: Voam ativamente e preferencialmente no crepúsculo e no alvorecer e apresentam atração luminosa baixa. As larvas possuem apresentam grande capacidade de penetração em embalagens de alimentos processados, atacando produtos como chocolates, amêndoas, leite em pó, biscoitos, milho, trigo, arroz, feijão, farinhas, farelos, doces, frutas secas, castanhas, rações, etc. 




Besouro do Presunto (Necrobia rufipes)

• Descrição: São pequenos besouros com tamanho em torno de 03 a 05 mm de comprimento, convexos, de coloração escura brilhante, variando do verde escuro até o preto. As pernas e antenas apresentam coloração mais claras que o corpo. Não são considerados carunchos, pois não são pragas de cereais.

• Biologia: As fêmeas ovipoem de 50 a 200 ovos, preferencialmente em fissuras ou frestas estruturais ou sobre a superfície do substrato. Os ovos são translúcidos e a eclosão ocorre de 1 a 2 dias após a postura. As larvas se desenvolvem em 02 a 03 semanas e são móveis, sendo que a pupa leva até 12 dias para emergir. Adultos vivem ate 1 ano, são capazes de voar, mas caminham ativamente sobre o substrato que se alimentam, preferindo ambientes escuros.

• Características: Alimentam se de produtos preferencialmente proteicos como carcaças animais, embutidos, ossos secos, carne seca, queijos curados, couros, castanhas, etc. Na indústria atacam farinhas de ossos, farinha de carne, farinha de osso ou qualquer alimento protéico e seco de origem animal. Tem se mostrado uma praga frequente na indústria de ração animal. Tanto o besouro adulto quanto a larva podem penetrar facilmente em embalagens de produtos, alimentando-se vorazmente.

 




Barata de cozinha (Blattella germanica)

• Descrição: Também conhecidas como “Alemazinha”, os adultos são de coloração marrom amarelada, com destaque para duas manchas longitudinais escuras e paralelas no pronoto e tamanho médio de 16 a 20 mm. As ninfas apresentam pronoto escuro, com faixas marginais também escuras no tórax. Suas ootecas são amareladas com tamanho médio de 07 mm de comprimento.

• Biologia: A fêmea carrega sua ooteca até 01 ou 02 dias antes da eclosão dos ovos, onde a deposita em local seguro e com condições ideais para desenvolvimento das ninfas. As posturas variam de 04 a 08 ootecas durante sua vida, contendo cada uma cerca de 30 a 48 ovos que se desenvolvem em 28 dias. As ninfas passam por 05 a 07 estágios. O ciclo médio de vida é em torno de 100 dias e podem viver de 03 a 06 meses.

• Caracteristicas: Embora tenham asas não apresentam o habito de voar e não apresentam atração a luz. Alimentam-se de qualquer substrato organico (onivoro) e possuem capacidade de penetração em embalagens.




Ratazana – (Rattus norvegicus)

• Descrição: É o roedor urbano de maior porte, onde o macho adulto pode atingir até 500 gramas e 22 cm de comprimento. A coloração varia da tonalidade castanha ao pardo acinzentado. Olhos e orelhas pequenas, cauda pesada e grossa. Este é um importante transmissor de doenças como a leptospirose.

• Biologia: A fêmea entra no cio 08 vezes ao ano, parindo após 22 dias uma ninhada de 06 a 12 filhotes. Atinge a maturidade sexual aos 03 meses de idade e vive em média 02 anos.

• Comportamento: É o roedor mais agressivo e que escava tocas no solo, junto a muros ou estruturas de concreto, áreas com acúmulo de entulhos, jardins ou qualquer área que tenha alguma vegetação rasteira.  São excelentes nadadores, podendo viver em tubulações de esgoto, galerias pluviais. Geralmente alimentam-se de produtos ricos em proteína.

 




Barata de Esgoto (Periplaneta americana)

• Descrição: Adultos são alados, de coloração marrom avermelhada com manchas amarelas no pronoto e tamanho variável de 03 a 4,5 cm. Possui 02 cercos no último segmento abdominal. As ninfas apresentam coloração uniforme e não apresentam asas. As ooteca são marrons, com tamanho médio de 08 mm, apresentando uma linha serrilhada em uma das laterais, utilizada para que essa permanece fixada em alguma estrutura. Apresentam hábitos preferencialmente noturnos.

• Biologia: A fêmea deposita em média uma ooteca por semana, sendo que essas carregam de 16 a 20 ovos. As ninfas passam por 09 a 13 mudas dependendo da disponibilidade de alimento e temperatura, podendo levar entre 05 a 08 meses para atingir a maturidade. O ciclo médio de vida é bastante variado em torno de 400 dias, podendo viver de 10 a 15 meses.

• Caracteristicas: Possuem capacidade de vôo aleatoriamente e por curtas distâncias, sempre em condições de alta temperatura e umidade. Nao apresentam atração a luz. São insetos onivoros se alimentando de uma vasta variedade de substratos ou resíduos.

 




Rato de Forro (Rattus rattus).

• Descrição: Trata-se de um roedor que pode pesar até 350 gramas e 20 cm de comprimento. Sua pelagem é cinza com variações de preto, tendo as orelhas e olhos salientes em relação à cabeça. Seu alimento preferido são frutas, mas na ausência destas pode se alimentar de qualquer substrato como grãos, biscoitos, queijos, etc. São encontrados em forros, vigas de telhado e canaletas suspensas.

• Biologia: Atinge a maturidade sexual com 80 dias de vida e vive em média 18 meses. A fêmea entra no cio 05 vezes ao ano e sua gravidez é de aproximadamente 21 dias, gerando de 08 a 12 filhotes por ninhada.

• Comportamento: O "rato de forro" vive em grupo e faz seus ninhos longe do solo, geralmente no oco de árvores, no forro de ou sótão de edificações, vigas de telhados, fábricas e depósitos. Apresentam um senso de equilíbrio muito desenvolvido, permitindo que escale qualquer altura com facilidade. 




Camudongo (Mus musculus)

• Descrição: É o menor dos roedores urbanos, com cerca de 10 a 12 cm de comprimento, pesando em torno de 50 gramas. A cauda é afilada e comprida, sendo que sua coloação vaira do castanho ao acinzentado.

• Biologia: Vive em torno de 01 ano e atinge a maturidade sexual com aproximadamente 60 dias de vida. A fêmea pode gerar de 05 a 06 ninhadas por ano, sempre com o mesmo macho, com quem forma um casal permanente. A gestação dura cerca de 20 dias gerando em torno de 06 filhotes por ninhada.

• Comportamento: Devido ao seu pequeno porte e hábito noturno, o camundongo procura habitar o interior das edificações, fazendo ninhos em equipamentos, revestimento de fogões e refrigeradores, armários e despensas, ou então em área externa como jardins, fazendo pequenas tocas no chão, quando da ausência de ratazanas. Consomem pouca água e necessitam de pequena quantidade de alimentos, preferencialmente cereais e grãos.




Mosca Doméstica (Muscae domestica)

• Descrição: Adultos apresentam coloração acinzentada com faixas longitudinais mais escuras no tórax. Aparelho bucal sugador labial, possibilitando ingestão de alimentos liquefeitos. Medem 05 mm aproximadamente e as larvas 08 mm, de coloração leitosa. Apresentam hábitos diurnos, repousando à noite em áreas mais elevadas.

• Biologia: Uma fêmea oviposita mais de 500 ovos durante sua vida, sempre em substratos úmidos, eclodindo dentro de 08 a 20 horas. Uma larva passa por cerca de 3 instares durante 05 a 07 dias e em seguida procura por ambientes secos para empupar. A fase pupal leva de 3 a 4 dias. O ciclo biológico leva em torno de 8 dias, produzindo em média 11 gerações por ano. Os adultos vivem em média 02 semanas.

• Características: Adultos apresentam grande capacidade de vôo, atingindo até 7 km, auxiliada por correntes de ventos. Possuem forte atração luminosa e são atraídas para diversos substratos, como alimentos açucarados, carne, excrementos, matéria-orgânica em decomposição ou meios em fermentação. 




Pombos (Columba livia)

• Descrição: Trata-se de uma espécie exótica de origem européia, introduzida no Brasil no século XVI. Apresentam tamanho em torno de 35 cm, envergadura 60 cm e pesando 300 gramas. De coloração variável com reflexos metálicos na plumagem.

• Biologia: As fêmeas podem fazer de 03 a 06 posturas por ano, sempre de 02 ovos cada vez, encubados por ambos os pais por 2 semanas. Sua espectativa de vida gira em torno de 3 anos.

• Comportamento: Voam longas distâncias, pois são aves migratórias. Constroem seus ninhos em edificações, como beirais, telhados, janelas e estruturas elevadas diversas. Produzem grande quantidade de excrementos causam danos estruturais em propriedades, como também criam um gasto progressivo com limpezas periódicas e reparos. Podem transmitir várias doenças como histoplasmose, meningite criptocócica e salmonelose.




Mosquitos

• Descrição: As principais espécies de importância urbana são o Aedes aegypti, transmissor da Dengue, da Febre Amarela Urbana e agora também do Zika Virus e da Chikungunya; e o Culex quinquefasciatus que é transmissor esporádico da Encefalite. Os adultos apresentam corpo delgado e aparelho bucal sugador. Tamanho varia de 04 s 09 mm dependendo da espécie. A coloração varia bastante de espécie para espécie, mas geralmente dentro de tons negro ou cinza. Larvas são aquáticas, habitando brejos, pântanos ou qualquer ponto onde seja mantida água parada. Possuem cabeça e tórax mais largos que o abdome.

• Biologia: A fêmea deposita seus ovos em água parada ou estagnada, em margens de riachos com vegetação, alagadiços ou poças, flutuando até a eclosão. O Aedes aegypti fazem a postura dos ovos nas laterais de recipientes que acumulam água de chuva, eclodindo quando em contato com a água. As larvas passam por 04 ecdises, respirando através do sifão inalante quando submersas. O Tempo de desenvolvimento de ovo a adulto é em média de 07 a 10 dias para o Aedes e de 10 a 20 dias para o Culex. Fêmeas adultas podem viver de 01 a 02 meses.

• Características: Adultos voa ativamente influenciada pelo vento, variando 08 a 12 km. Machos adultos sugam seiva de plantas e as fêmeas adultas sugam sangue de aves e mamíferos, sendo esse fundamental para o desenvolvimento dos ovos.




Formigas Doceiras

• Descrição: Destacam-se formigas urbanas do gênero Monomorium spp. e a espécie Tapinoma melanocephalum (“formiga fantasma”). São insetos pequenos, de tamanho variando em torno de 1,3 a 1,5 mm de comprimento. Coloração variando do castanho avermelhado ao amarelo claro. São onívoros, alimentando-se de substratos açucarados, insetos mortos e alimentos protéico.

• Biologia: A colônia é poligínica e reproduz-se basicamente por fragmentação, quando uma ou mais rainhas reprodutivas migram da colônia original juntamente com as crias e operárias para novos locais. Gosta de alimentos adocicados quando encontradas dentro de residências. Reproduz-se basicamente por fragmentação, quando uma ou mais rainhas reprodutivas migram da colônia original juntamente com as crias e operárias para novos locais.

• Características: Apresentam capacidade de penetrar em embalagens alimentícias, através de falhas de selagens principalmente. Como são insetos coloniais constroem seus ninhos em pequenos espaços em paredes ocas, subsolo, frestas, vãos de estruturas de imóveis, juntas de azulejo, aparelhos eletrônicos, tomadas e painéis elétricos. Por necessitam de umidade para sobreviver, são observadas sobre pias de cozinhas, banheiros e vasos de flores. É muito comum em hospitais, podendo carregar vários tipos de microorganismos patogênicos aderidos em seu corpo




Escorpião (Tityus sp.)

• Descrição: São animais de hábitos noturnos, predadores, se alimentando de insetos e pequenas aranhas. Apresentam movimentos lentos e durante o dia podem ser encontrados em ambientes ou locais com pouca luminosidade ou escuros. O "escorpião amarelo" (Tityusserrulatus) apresenta coloração amarela claro com manchas escuras sobre o corpo. Sua identificação se dá pelas pequenas serras localizadas no terceiro e quarto segmento da cauda. Já o "escorpião marrom" (Tityus bahiensis) apresenta coloração marrom e castanha escuro com as pernas mais claras. Ambos apresentam peçonha e risco de acidente ao homem.

• Biologia: Escorpião não oviposita, realizam partos após longos períodos de gestação (03 meses em média). O número de filhotes gira em torno de 20 por gestação, que sobem no dorso da mãe nos primeiros estágios de crescimento.

• Características: Vivem sob pedras, madeiras, troncos podres, entulho, material empilhado, frestas em muros e cemitérios. Também são comuns em tubulações de esgoto, pois apresentam intima relação com as baratas, as quais constituem em sua principal fonte de alimento das áreas urbanas.




Cupim de subterrâneo (Coptotermes gestroi)

• Descrição: Vivem em grandes colônias com elevado poder de destruição.  São encontradas frequentemente em caixões perdidos entre estruturas de alvenaria de construções. A identificação da espécie é feita através do soldado, que apresenta corpo de coloração esbranquiçada, com a cabeça bem desenvolvida e a presença de mandíbulas, que quando tocados liberam uma gota de coloração branca na parte superior da cabeça com objetivos de defesa. Alimentam-se de celulose que é encontrada em madeiras e papel.

• Biologia: Os cupins apresentam diferentes formas e funções entre os adultos da colônia, chamadas de “castas”, como operárias, soldados e reprodutores, sendo que existe somente uma rainha que é produtora de ovos. Os reprodutores fazem uma revoada por ano, normalmente entre agosto e outubro, quando inicia a primavera e aumenta a umidade relativa do ar.

• Características: Produzem túneis de forrageamento que percorrem superfícies comumente verticais de paredes e pisos.  Esses túneis podem se ramificar da colônia original até 60 metros de distância do ninho principal. Provocam grandes danos estruturais em edificações, atacando peças de madeiras de qualquer tipo.




Caruncho da Farinha (Tribolium castaneum)

• Descrição: Apresentam coloração castanha avermelhada, antenas em forma de clava e medindo de 3 a 4 mm. As larvas medem de 4 a 5 mm, são cilíndricas e amareladas. No Brasil a espécie mais comum é o T. castaneum sendo que o T. confusum é comum em regiões de clima temperado.

• Biologia: A fêmea oviposita de 300 a 500 ovos brancos, em locais onde exista alimento disponível para as larvas. Após 05 a12 dias as larvas eclodem podendo apresentar de 07 a 08 instares, atingindo a maturidade em torno de 30 dias. Seu ciclo de vida é entre 30 a 75 dias e os adultos podem viver até 01 ano. Pode criar até cinco gerações em um ano.

• Características: Apresenta capacidade de vôoa ,mas apenas em pequenas distâncias. Embora tenha atração luminosa, essa é baixa. Apresentam alta capacidade de penetração em embalagens de alimentos processados. Atacam qualquer tipo de grão já quebrado ou danificado, preferindo trigo e seus subprodutos como farinha e farelos.




Caruncho Gorgulho (Sitophilus spp.)

• Descrição: Esse gênero apresenta espécies existentes, que apresentam comportamento parecido, sendo pragas encontradas abundantemente em todas as regiões tropicais e subtropicais. Os adultos são besouros de coloração escura, com 4 manchas avermelhadas nos élitros, rostro (bico) longo e saliente, com tamanho variando entre 2,5 a 3,5 mm, sendo as larvas brancas e ápodes.

• Biologia: Fêmeas perfuram o grão com o rostro e em seguida depositam apenas um ovo em cada grão, vedando esse orifício com uma substancia gelatinosa. Pode ovipositar até 400 ovos durante a vida. Após a eclosão a larva se alimenta do interior do grão, passando por 04 instares em média de 18 dias. A pupa leva 06 dias para emergir e saír do grão. Seu ciclo biológico é de 30 dias em média e o adulto pode viver de 04 a 05 meses.

• Características: Os "gorgulhos" apresentam capacidade de vôo amplo, menos a espécie S. granarius. Apresentam grande capacidade de penetração em embalagens de alimentos processados, sendo praga do milho, arroz e sorgo, trigo, castanhas, cacau e macarrão, sempre em substratos duros.




Caruncho do Fumo (Lasioderma serricorne)

• Descrição: Conhecidos popularmente como “caruncho do fumo”, os adultos são besourinhos ovalados com aproximadamente 3  mm, coloração castanho avermelhado, recobertos por pêlos claros e com a cabeça escondida pelo pronoto. Larvas em último instar chega a 4 mm de comprimento, de coloração esbranquiçada.

• Biologia: A fêmea oviposita em média de 100 ovos, que eclodem após uma semana. Apresenta de 4 a 6 instares larvais e as pupas permanecem dentro de pequenos sacos até a emergência dos adultos. Seu ciclo de vida gira em torno de 30 dias, produzindo até 06 gerações por ano. Os adultos apresentam vida curta em torno de 2 semanas.

• Caracteristicas: Apresentam capacidade de vôo e baixa atração luminosa. A fase larval pode penetrar embalagens de alimentos processados e os adultos apresentam mandíbulas pequenas e pouco eficientes. São encontrados abundantemente em produtos vegetais secos, tabaco, cacau, castanhas, amêndoas, farináceos, leite em pó, biscoitos, algodão. 




Traça dos Cereais (Plodia interpunctella)

• Descrição: Conhecida como “traças das farinhas”, os adultos são mariposas que apresentam cabeça e tórax pardo-avermelhado, asas anteriores com 2/3 distais com essa mesma coloração e com o terço basal de coloração cinza clara. Tamanho em torno de 10 mm de comprimento. A larva pode medir até 12 mm, normalmente esbranquiçada, mas podendo assumir coloração rosada ou amarelada dependendo do substrato alimentar.

• Biologia: A fêmea oviposita em torno de 200 ovos, individualmente ou em grupos, sobre substratos adequados ao desenvolvimento das larvas. As larvas se desenvolvem dentro de frestas ou diretamente no substrato alimentar, tecendo grande quantidade de teias ao se movimentarem. O período larval pode variar de 16 a 35 dias e as pupas se formam dentro de cápsulas pupais, feitas com teias e fezes produzidas pelas larvas de último instar. Ciclo de vida em torno de 35 dias e os adultos vivem duas semanas.

• Características: Voam ativamente e preferencialmente à noite e apresentam atração luminosa baixa. As larvas apresentam grande capaciadade de penetração em embalagens de alimentos processados, atacando produtos como chocolates, amêndoas, leite em pó, biscoitos, milho, trigo, arroz, feijão, farinhas, farelos, doces, frutas secas, castanhas, rações 









Eusébio - CE: HACCP / BPO / ISO 9001:2008 / ISO 14001 / OHSAS 18001:2007 | Ribeirão Preto - SP: ISO 9001:2008